Vereador do PT diz que o partido só vai escolher candidato no ano que vem

0
11

José Luiz Ferreira Guimarães é bancário, funcionário licenciado do Bradesco, está beirando os sessenta anos – embora não aparente – e exerce o seu quinto mandato de vereador pelo Partido dos Trabalhadores de Guarulhos. Na bancada do PT, a mais numerosa da Câmara, é o mais antigo e, talvez, o mais experiente. No mandato do prefeito Elói Pietá exerceu as funções de líder do governo sendo reconhecido como importante, e moderada, ponte de ligação entre prefeito e oposição.

“Uma oposição brava que não tem correspondência com o que a gente vê hoje na Casa”, diz o vereador, reconhecendo que a oposição hoje é “bem mais compreensiva e maneira.”

É provável que poucos entre seus eleitores saibam de quem estou falando.

José Luiz Ferreira Guimarães abandonou o nome de batismo desde a primeira eleição. Desde sempre, na política, é conhecido apenas por Zé Luiz. E já há um ano, ou pouco mais, adotou um complemento. Agora, assina Zé Luiz Lula, como seus colegas de bancada.

O vereador Zé Luiz foi entrevistado ontem no programa Espalha Fatos, da TV Guarulhos e falou longamente sobre a eleição do diretório que manteve o nome de sua colega Professora Jenilda na presidência. Na eleição ele apoiou o nome do perdedor, Samuel Vasconcelos, a exemplo da maioria da bancada na Câmara. Não quis abrir o jogo, mas deixou nas entrelinhas que seu candidato para a sucessão do prefeito Guti é Elói Pietá. E disse mais: a eleição do diretório está longe de definir a escolha do candidato.

Muita coisa vai rolar até o ano que vem.

Zé Luiz não acredita que o nome do escolhido surja ainda este ano, desejo da maioria de seus colegas de partido. “Sem condições”, disse. E confirmou uma informação que dei aqui há alguns dias. O ex-presidente Lula, de Curitiba, enviou mesmo orientação para que o partido, em Guarulhos, “não brinque em serviço”.

Lava Jato

Nosso entrevistado concordou quando sugeri ser a Operação Lava Jato o mais importante adversário do partido. Embora aqui as “características locais” tragam diferenças importantes no comportamento do eleitor, lembra ele. Principalmente numa eleição municipal com a escolha do prefeito e vereadores.

O PT, hoje na oposição, precisa atentar para as questões locais. Essa parece ser a estratégia, embora o momento traga uma esperança maior para os partidos de esquerda com o bombardeio que sofre o ex-juiz Sergio Moro e os procuradores do Paraná.

A verdade está aparecendo, diz o vereador Zé Luiz Lula. E vai fazer diferença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.