Onde estão os conselheiros?

0
19

Conselheiros. Onde estão os conselheiros? Alguém precisava fazer chegar ao nosso Presidente da República, sua excelência Jair Bolsonaro, que o cargo precisa se submeter a uma certa liturgia para ser convenientemente exercido. A chamada Liturgia do Cargo à qual se referia o então Presidente José Sarney. Essa última dele, Bolsonaro, fazendo circular em seu perfil no twitter, com perto de quatro milhões de seguidores, a cena pornográfica gravada no carnaval de São Paulo, não faz mal apenas ao seu governo, mas ao país. Já ontem, o Guardian, jornal inglês sempre atento aos fatos negativos do Brasil, estampava a nota esculhambando o presidente e por consequência o nosso carnaval.

Alvo de chacota no Congresso, segundo a coluna Perfil da Folha de São Paulo, o saldo do episódio é profundamente negativo. Há que se ler também com um pé atrás o que sai a Folha, mas a verdade é que Bolsonaro perdeu uma excelente chance de se calar. Poderia ter aproveitado o carnaval, como lembra o jornalista Augusto Nunes, no rádio, para descansar, meditar, pensar no que fazer para encaminhar as reformas com mudanças estruturais das quais o país tanto precisa… Ao invés disso, mais uma vez, age como se estivesse ainda em campanha esquecendo-se que suas responsabilidades são outras.  Chega-se à conclusão que Bolsonaro está aos poucos perdendo sua credibilidade e decepcionando. Principalmente aqueles não tão identificados com a direita radical representada por ele mas que acabaram escolhendo-o para impedir o PT de voltar ao poder. Na eleição do ano passado, esses eleitores não pensaram duas vezes. Estão agora torcendo para que esse homem não faça tanta besteira.

Será tão difícil assim encontrar alguém com discernimento suficiente para evitar tanta tolice?

“Autoproclamado”

O raivoso ator da Globo José de Abreu, que se prepara para integrar uma nova novela da emissora, decidiu entrar no Supremo com um pedido preventivo de Habeas Corpus ao saber que seria processado. Está com medo de ser preso. Ao que parece, não por ter se autointitulado presidente para debochar de Juan Guaidó, reconhecido agora por mais de cinquenta países como presidente Interino da Venezuela. Mas por debochar também de seu próprio país que assume posição destacada entre essas cinquenta nações. Abreu se esquece que Guaidó é político de centro-esquerda, líder da oposição ao ditador Maduro e presidente da Assembleia Nacional.

José de Abreu é artista da Globo…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here