Leia a coluna #espalhafatos desta quarta-feira

0
53
Somente o bilionário Mark Zuckerberg, fundador do Facebook,, conseguiu se dar bem e colocar no bolso o dinheiro dos políticos brasileiros

Protecionismo?
A legislação eleitoral proíbe desde o surgimento da internet, propagandas de candidatos no formato de banners em sites de notícias. Nenhum centavo de políticos do Brasil foi injetado até hoje nas empresas do ramo. Só que nessas eleições de 2018, num passe de mágica, a Justiça Eleitoral autorizou o pagamento de postagens impulsionadas no Facebook, ou seja, curiosamente somente o bilionário Mark Zuckerberg, fundador dessa rede social, conseguiu se dar bem e colocar no bolso o dinheiro dos postulantes. Os brasileiros proprietários de portais, que suam sangue para manter seus negócios, continuaram a ver navios. Será que foi só coincidência ou teve algum lobby? Cada um que tire suas conclusões.

Proposta
Para 2020, bem que o TSE podia liberar publicações pagas em sites de notícias, assim como rola atualmente no Facebook. Se a restrição da propaganda eleitoral se dá para evitar o abuso do poder econômico, por que não se coloca uma limitação de tempo nas publicações dos portais, assim como ocorre nos jornais impressos, que hoje só podem vender anúncios de campanhas para no máximo dez edições? Detalhe: se um jornal impresso tiver a mesma denominação do seu domínio, a edição digital pode ser publicada na respectiva página da internet sem problema algum, ou seja, uma tremenda incoerência que segrega parte da Imprensa, que administra uma das ferramentas de comunicação mais importantes da atualidade. Será que só os poderosos conseguem “sensibilizar” a Justiça? Que venha a igualdade de condições para todos os veículos desse meio de comunicação!

Túnel do tempo
O último prefeito petista de Guarulhos, que nas eleições desse ano concorre a uma cadeira na Câmara Federal, vem em sua campanha criticando a atual Administração Municipal na área da Saúde, discordando da terceirização de hospitais. Num tom que induz a população ao erro, como que se na sua época tudo era lindo e maravilhoso, o político que há tempos estava quietinho no seu canto e agora saiu da toca, acredita que os problemas de hoje só existem devido ao modelo de gestão utilizado.

Refrescando a memória
Em abril de 2015, o prefeito que estava no comando da cidade, contratou uma fundação que assumiu o controle de três equipamentos de Saúde em Guarulhos: uma UPA e duas Policlínicas. Na oportunidade, o petista defendeu com unhas e dentes o modelo adotado. O que teria mudado de lá pra cá, já que o padrão de gerenciamento é o mesmo? Será que o referido candidato do PT se esqueceu de suas ações ou agora, convenientemente, mudou de idéia? Vai que cola, né!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here