1º Simpósio sobre violência contra a pessoa idosa acontece nesta quinta-feira

0
11
Itaboraí (RJ) - Hospital Tavares Bastos, local já serviu de hospital-colônia durante a época do isolamento compulsório das pessoas com hanseníase e, ainda hoje, é residência para dezenas de pacientes e ex-pacientes (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Entre 2017 e 2018 a Vigilância Sanitária da Prefeitura de Guarulhos flagrou mais de 100 idosos vivendo em condições precárias em casas de repouso na cidade. No mesmo período, a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social atendeu a 70 novas denúncias de maus tratos contra essa população. Por isso, em mais uma iniciativa de chamar a atenção da sociedade para o tema, Guarulhos promove nesta quinta-feira (13), das 8h às 12h, no auditório da Secretaria de Educação, o 1º Simpósio Intersetorial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

“Respeito não tem idade. Diga não à violência!” é o tema do evento que será promovido pelas secretarias municipais de Saúde; Educação; Desenvolvimento e Assistência Social, e Direitos Humanos, através da Subsecretaria de Políticas para o Idoso; em conjunto com o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa; Fórum do Idoso; Acolher Instituto e Frente Parlamentar do Idoso.

O 1º Simpósio Intersetorial de Guarulhos marcará o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa na cidade, celebrado oficialmente na sexta-feira (15). A data foi instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPES), com o objetivo de sensibilizar a sociedade para o combate das diversas formas de violência cometidas contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a violência contra a pessoa idosa consiste em ações ou omissões cometidas uma vez ou muitas vezes, em qualquer relação supostamente de confiança, prejudicando a integridade física e emocional do idoso e impedindo o desempenho de seu papel social. Em abril deste ano, a Vigilância Sanitária Municipal interditou uma instituição de longa permanência para idosos no Jardim Vila Galvão. Dos 18 internos que estavam no local, quatro tiveram de ser hospitalizados, quatro retornaram para as famílias e os demais foram transferidos.

As condições encontradas no estabelecimento constam de um relatório que está em poder do Ministério Público Estadual. Idoso dormindo no chão ao lado de poças de urina, em cômodo com a luz apagada, trancado e sem acesso à chave; internos com amputação de membro e úlceras abertas sem material para efetuar curativo; alimentos com datas de validade vencidas desde 2014, e pessoas desnutridas que não sabiam relatar quando se alimentaram pela última vez. Esse foi o cenário que as autoridades envolvidas na ação se depararam quando adentraram a instituição.

Programação

Para falar um pouco desta triste realidade e alertar sobre os cuidados na hora de contratar uma casa de repouso, o Simpósio vai contar com a participação de autoridades sanitárias que apresentarão dados e compartilharão suas experiências nessa frente de atuação, com a palestra: Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) do município de Guarulhos: o olhar da Vigilância Sanitária.

Já a primeira palestra do dia, que será ministrada pela assistente social do Centro de Referência à Saúde do Idoso (Ceresi), Regislaine Leôncio Pereira, abordará os mitos e estereótipos do envelhecimento, através da análise crítica do filme “A era do Gelo”. O intuito é demonstrar que a violência ao idoso pode estar presente em diversos contextos e nas formas mais imperceptíveis. Entre uma atividade e outra, haverá apresentação de dança sênior e dança cigana do Centro de Convivência do Idoso (CCI).

Caminhada

Contudo, a programação alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa na cidade começará um dia antes, ou seja, no próximo dia 12, com alongamento e caminhada no Lago dos Patos de Vila Galvão, às 9 horas. Na sequência, às 9h40, será servido um coffee break aos participantes em duas tendas que serão instaladas no local.

As atividades no Lago dos Patos se estendem até as 12ho, com dança circular sênior às 10h30 e visita ao espaço Casa da Vó, às 11h, no Museu Histórico Municipal. “A ideia é mostrar para a sociedade que a violência contra o idoso existe. Temos de continuar incentivando a denúncia sobre todo e qualquer tipo de violação aos direitos. Ao constatar ou suspeitar que um idoso está sendo vítima de violência, denuncie através do Disque 100. Este canal é totalmente seguro e o denunciante tem sua identidade preservada” destacou Virgínia Frassei, diretora da Região de Saúde Cantareira, que organizou a caminhada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here